Aprendizagem Ativa – uma “skill” necessária